quarta-feira, 18 de março de 2009

Livro traz dois Paraguais e exclui Equador nas escolas de SP

Um livro de Geografia que mostra dois Paraguais e nenhum Equador voltou a fazer estragos numa das áreas mais criticadas do governo de São Paulo, a educação. A Secretaria de Educação distribuiu 500 mil exemplares aos alunos da 6ª série do Ensino Fundamental da rede pública estadual.

Veja na imagem um detalhe de um dos mapas com informações erradas, na apostila do primeiro bimestre. O Paraguai está localizado no Uruguai e vice-versa. Outro Paraguai aparece dentro do território da Bolívia. Na página 8 da mesma apostila, o Equador foi esquecido. Os crimes contra a Geografia se repetem nos livros destinados aos professores.

Inicialmente, a administração José Serra disse que já advertiu todas as escolas sobre os erros e que o material não será tirado de circulação, já que o erro pode ser corrigido diretamente pelos professores. Nesta terça-feira (17), a gerente de normas pedagógicas da secretaria, Hughette Teodoro, informou que os livros com erros serão recolhidos e trocados.

Segundo a funcionária, a Fundação Vanzolini, encarregada da edição, é responsável pelos erros e arcará com os custos. Em um jogo de empurra, a Fundação Vanzolini argumenta que os livros foram elaborados por professores recomendados pela secretaria.

''Diversos erros crassos''

Os erros no livro de Geografia são especialmente graves e gritantes, o que deve ter contribuido para furar a barreira de silêncio e chegar ao noticiário da mídia hegemônica, em geral simpática ao governador José Serra. Mas certamente não são os primeiros. Segundo a Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo), a Secretaria de Educação é reincidente.

''No ano passado, a Apeoesp, em conjunto com a categoria, apontou diversos erros crassos nos Cadernos do Professor elaborados pelo governo estadual. Neste ano, já recebemos denúncias de mais erros nos Cadernos de Matemática, Geografia, História e Filosofia'', diz o Fax Urgente da entidade.

Governado há 14 anos por sucessivas administrações tucanas, São Paulo tem apresentado um desempenho particularmente precário na área da educação pública. Embora sendo o estado mais rico e um dos mais urbanizados da Federação, apresenta um desempenho educacional abaixo da média do país.

4 comentários:

En El Palacio De La Risa Y El Dolor disse...

en los paises del 1er mundo y aquellos tan lejanos, nunca estudian los apises de sudamerica! :( los niños desconocen por completo la otr aparte del mundo, como si no existieramos, en inglaterra q son "dueños" de las islas malvinas no saben como son las islas, ni donde estan, ni nada, solos aben q son de ellos, en la escuela los niños no saben nada, no s eles enseña!! q verguenza eso de paraguay-uruguay........ q ofensa, la geografia es igual para todos, ellos se sienten privilegiados hasta en lso ampas manga de hijos de puta fascistas de meirda abajo el capitalismo :( !!!!!!!!!!

En El Palacio De La Risa Y El Dolor disse...

le spido permiso para usar su mapa de geografia, su imagen en mi blog: www.siendo-todos-tik.blogspot.com ahi voy a poner el mapa si no le smolesta ;)
GRACIAS!

UJS São Paulo disse...

Companheiro, tem a permissão de utilizar qualquer imagem ou informações do blog. Obrigado pela visita e saudações socialistas diretas do Brasil

En El Palacio De La Risa Y El Dolor disse...

bueno muchas gracias!!! ;)